Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

Sete suspeitos são detidos em central clandestina de golpes

Mais de R$ 10 mil e mais de 20 equipamentos usados para o crime foram apreendidos na zona leste da Capital

A Polícia Militar deteve, na tarde da última quinta-feira (13), sete pessoas – dois homens e cinco mulheres - acusadas de aplicar golpes financeiros. O grupo foi encontrado em uma central clandestina, que funcionava na rua Emilio Retrose, no bairro Iguatemi, na zona leste de São Paulo. O flagrante foi realizado por uma equipe do 38º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) que estava em patrulhamento quando recebeu uma queixa indicando um apartamento, onde haveria movimentação suspeita todos dia de manhã. O denunciante informou ainda que, durante a manhã daquela data, havia escutado vozes simulando ser criança e pedindo dinheiro alegando o sequestro do filho de uma possível vítima. Os militares então foram imediatamente até o endereço apontado. No local, os policiais encontraram a porta apenas encostada e ao empurrá-la viram vários computadores. Neste momento, duas adolescentes, de 14 anos, e mais cinco adultos que estavam dentro do imóvel começaram a arremessar celulares pela janela e rapidamente tiraram do ar a página online de contratos de uma financeira que aparecia na tela dos notebooks. Os suspeitos, cinco adultos e dois adolescentes, admitiram que o local é uma central de fazer empréstimos simulados, onde eles se identificavam como representantes de ume financeira, aplicavam golpes e recebiam cerca de 10% dos contratos que fechavam. Os acusados ainda contaram que recebiam uma listagem com vários nomes, telefones e endereços de pessoas de todo o Brasil. Então, faziam a ligação para a pessoa oferecendo um empréstimo, se a pessoa aceitasse pediam à vítima que depositasse uma quantia para que o empréstimo fosse liberado. Em seguida, faziam um empréstimo em uma financeira em nome da vítima, porém conseguiam fazer com que o dinheiro do empréstimo fosse depositado em contas de terceiros e lucravam com o dinheiro que a vítima depositava e com o empréstimo. Durante a ação foram apreendidos oito notebooks e 14 telefones celulares, além da quantia de R$ 1.511,00. Os PMs ainda conseguiram fazer contato com dois homens que tinham acabado de cair no golpe e ambos foram orientados a registrar boletim de ocorrência relatando o crime. Além disso, no momento da chegada dos policiais, um dos telefones estava no viva-voz. A pessoa perguntou se realmente se tratavam de policiais e informou que iria mandar dinheiro por meio de uma corrida de aplicativo para que a equipe pudesse avaliar para que a ocorrência não fosse parar na delegacia. Antes de saírem do local, os militares foram surpreendidos por um motorista que informou ter sido solicitado para entregar um remédio naquele endereço. Dentro da sacola recebida, foi encontrada a quantia de R$ 10 mil. Os materiais foram apreendidos e encaminhados ao Instituto de Criminalística para análise pericial, auxiliando assim nas próximas etapas da investigação. Todos os envolvidos foram conduzidos ao 49º Distrito Policial (São Matheus). As adolescentes foram liberadas mediante termo de compromisso para suas respectivas responsáveis para que sejam oportunamente apresentadas junto à Vara da Infância e Juventude, para demais providências. Os adultos foram presos em flagrante e, além de indiciados por estelionato, ainda responderão por associação criminosa e corrupção ativa.



Paula Vieira

www.seucriminalista.com

0 visualização0 comentário