Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

Justiça do Paraguai decreta prisão de líder do PCC

A justiça do Paraguai decretou a prisão preventiva do brasileiro apontado como um dos principais lideres do Primeiro Comando da Capital (PCC). Segundo o Ministério Público de São Paulo, Marcos Roberto Almeida, conhecido como “Tuta”, é o responsável pelo tráfico internacional de drogas do grupo.


Tuta responde na justiça brasileira a um processo por associação à organização criminosa e lavagem de dinheiro. Segundo as investigações, ele integrou um esquema que movimentou cerca de R$ 1 bilhão entre janeiro de 2018 e julho de 2019.

O MPSP acredita que o investigado é o líder mais perigoso do PCC que ainda está em liberdade. As autoridades investigativas acreditam que ele está foragido no Paraguai ou na Bolívia.


As autoridades policiais do Paraguai estão em busca do brasileiro desde o mês de janeiro e a justiça do país já decretou um mandado de prisão contra ele. Segundo o Ministério Público, caso a polícia Paraguaia encontre Marcos Almeida, o país terá o prazo de 40 dias para oficializar o pedido de extradição ao Brasil.


Ao se manifestar sobre o caso, o Ministério da Justiça e Segurança Público informou apenas que não divulga informações de eventuais processos de extradição em andamento. Até o momento o brasileiro segue foragido.




0 visualização0 comentário