Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

Grande São Paulo reduz homicídios e estupros no mês de novembro

Roubos a banco também caíram; indicador de extorsões mediante sequestro ficou estável

A região metropolitana de São Paulo terminou o mês de novembro com redução nos indicadores de casos e vítimas de homicídios dolosos, nos estupros e nos roubos a banco. Índice de extorsões mediante sequestro ficou estável. Os indicadores de ocorrências e de vítimas de mortes intencionais apresentaram diminuição de 40,7% e de 46%, respectivamente. O total de casos passou de 54 para 32 na comparação mensal. A soma de vítimas de homicídios passou de 63 em novembro de 2020 para 34 no mês passado. Em ambas as situações, desde o início da série histórica, em 2001, é a primeira vez no período que as somas ficam abaixo de 40.


Assim, as taxas dos últimos 12 meses (de dezembro de 2020 a novembro de 2021) caíram para 5,54 ocorrências e 5,86 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores desde 2001.

Já os estupros recuaram de 211 para 207 na comparação mensal.

Crimes contra o patrimônio

Os latrocínios, por sua vez, apresentaram cinco boletins de ocorrência com seis vítimas em novembro deste ano. Em igual período do ano passo, ambos os indicadores haviam ficado zerados. Os roubos a banco ficaram zerados, após um único caso contabilizado no décimo primeiro mês de 2020.

Ainda na análise mensal, os roubos de cargas, em geral e de veículos subiram, com 202, 4.662 e 1.135 boletins de ocorrências registrados, respectivamente. Apesar da alta no total de roubos de veículos, a quantidade é a segunda menor da série histórica.

Já os furtos em geral e de veículos passaram de 4.973 para 6.634 e de 1.399 para 1.883, respectivamente. Em contrapartida, o indicador de extorsão mediante sequestro permaneceu sem nenhum registro.


Produtividade O trabalho das polícias paulistas na região metropolitana de São Paulo, em novembro de 2021, permitiu um aumento de 15,6% na quantidade de prisões, se comparado a igual período de 2020. O número passou de 1.704 para 1.969. No período período mensal ainda foram registrados 466 flagrantes por tráfico de entorpecentes e 133 armas ilegais foram retiradas de circulação.


www.seucriminalista.com



Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O acusado admitiu a participação em diversos roubos na região A Polícia Militar prendeu, na tarde terça-feira (18), um homem, de 25 anos, que foi flagrado armazenando armas, munições e dinheiro. A açã