Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

Estado reduz latrocínios, furtos e roubos em geral e de veículo em 2020

Roubos de carga, extorsão mediante sequestro e estupros também caíram no período

O Estado de São Paulo terminou o ano de 2020 com reduções nos casos e vítimas de latrocínios e em todas as modalidades de furtos. Os roubos em geral, de veículo e de carga também caíram, assim como as ocorrências de extorsão mediante sequestro e estupros. Quase 150 mil criminosos foram presos no período. Nos roubos seguidos de morte a queda foi de 6,8% se comparado janeiro a dezembro do ano passado com o mesmo período de 2019, passando de 192 para 179 casos - 13 a menos. O número de vítimas deste crime recuou ainda mais, caindo 8% - passou de 199 para 183 (16 a menos). Em ambas as situações as quantidades foram as menores da série histórica, iniciada em 2001. A tendência de redução se estendeu para o indicador de estupros, que somou 11.023 boletins em 2020, ante 12.374 ocorrências registradas no ano anterior. A queda foi de 10,9%.

Em contrapartida, os homicídios dolosos subiram no ano passado em comparação com 2019. O número de casos aumentou 4,1%, com 115 ocorrências a mais, e a quantidade de vítimas teve elevação de 4,5%, com um acréscimo de 132.

Com os resultados, as taxas dos últimos 12 meses (janeiro a dezembro de 2020) ficaram em 6,48 casos e 6,81 vítimas de morte intencional para cada grupo de 100 mil habitantes.

Outros indicadores

No ano de 2020, todas as modalidades de furtos caíram em relação ao ano anterior e tiveram as menores quantidades da série histórica. Os furtos em geral recuaram 24,9%, passando de 522.167 para 392.311 - 129.856 ocorrências a menos. Os furtos de veículo reduziram 27,5%, com uma diferença de 24.928 boletins - passou de 90.652 para 65.724.


Os roubos em geral também caíram no período. A quantidade passou de 255.397 para 218.839 (-14,3%).

Semelhante aconteceu com os roubos de carga. Este indicador diminuiu 19,2%, com uma diferença de 1.407 boletins - passou de 7.325 para 5.918.

Nos roubos de veículo o recuo foi de 31,4%, passando de 46.517 para 31.891 - 14.626 registros a menos. A quantidade é a menor da série história.


Em 2020 houve quatro ocorrências de extorsão mediante sequestro no território paulista, ante 11 registradas em 2019. Ou seja, sete casos a menos. Ao contrário ocorreu com o indicador de roubo a banco. Neste caso, foram contabilizados oito boletins a mais no ano passado em comparação com o ano anterior (21 ante 29). Produtividade O trabalho das polícias paulistas em todo o Estado, em 2020, resultou em 146.291 prisões e na apreensão de 11.553 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 41.560 flagrantes por tráfico de drogas.



Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo