Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

Casal envolvido com o tráfico de drogas é preso em Ribeirão Preto

Duas armas e aproximadamente 500 comprimidos de ecstasy foram apreendidos com os acusados

A Polícia Civil prendeu, na manhã da última quinta-feira (13), um homem, de 21 anos, e uma mulher, de 20, que foram surpreendidos armazenando armas e cerca de 500 porções de drogas em casa. O flagrante aconteceu no Parque Ribeirão Preto, no município de Ribeirão Preto. A ação foi deflagrada por uma equipe da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) local, que realizava um trabalho de apuração, que teve início a partir de uma apreensão de drogas há dois meses. As diligências permitiram a identificação de um suspeito e a sua localização. Foi então requisitado mandado de busca e apreensão para sua residência e o pedido foi prontamente deferido pelo Poder Judiciário e os agentes foram até o local para cumprimento da ordem. No momento em que policiais entraram no imóvel, uma mulher, que já havia sido previamente identificada tentou sair da residência, levando consigo uma bolsa infantil, a qual disse que iria colocar objetos de seu sobrinho no carro de sua sogra, que estava estacionado do lado de fora. A policial civil feminina revistou a bolsa e encontrou duas armas de fogo, calibre 38, sendo uma delas municiada e com numeração suprimida. Em buscas pela residência, em um quarto foram apreendidos 497 compridos aparentando ser ecstasy, além de diversas caixas de papelão, semelhantes as utilizadas para serem postadas nos correios. O investigado estava presente e confessou aos policiais civis que remetia as drogas pelo correio simulando se tratar de venda de calçados e admitiu que usava a conta bancaria de sua companheira para receber o dinheiro referente a venda de drogas. A mulher alegou que apenas tentou ajudar seu companheiro com a tentativa de sair levando consigo as armas. Com eles, ainda foram apreendidos três celulares, que foram encaminhados para análise. Eles foram presos em flagrante delito por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo de uso permitido e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Trabalho minucioso As prisões são desdobramento de uma ocorrência realizada no dia 5 de novembro, quando agentes da mesma equipe especializada apreenderam 12 encomendas destinadas à uma loja de calçados, no início do último mês de novembro. Na ocasião, um scanner de correspondências do Correios detectou substâncias suspeitas dentro dos sapatos que estavam nas caixas. Foi realizada vistoria e dentro deles encontrados comprimidos de ecstasy de forma dissimulada. Uma equipe de assessoramento papiloscópico da Deic de Ribeirão Preto também foi acionada e coletou, em uma das caixas, um fragmento de impressão papiloscópica, que foi analisado pelo Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD). O instituto especializado atribuiu a impressão digital a um homem, que passou a ser o principal alvo de investigação, já que a digital foi encontrada em uma das embalagens que envolvia a droga, já no interior de uma caixa lacrada que foi postada no correio.



Paula Vieira


1 visualização0 comentário