Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

Capital reduz latrocínios, furtos e roubos em geral e de veículo em 2020

Roubo de carga, extorsão mediante sequestro e estupros também caíram

A cidade de São Paulo terminou o ano de 2020 com redução nos casos e vítimas de latrocínio e em todas as modalidades de furtos. Os roubos em geral, de veículo e de carga também caíram, assim como as ocorrências de extorsão mediante sequestro e estupro. No período foram realizadas cerca de 30 mil prisões. Os casos de roubos seguidos de morte recuaram 28,1%, se comparado o ano passado com o de 2019. O número passou de 64 para 46. A quantidade de vítimas deste crime caiu ainda mais, passando de 66 para 46 (-30,3%). Nesta última situação, o número é o menor da série histórica, iniciada em 2001.


A tendência se estendeu para o indicador de estupros, que somou 2.318 boletins em 2020, contra 2.663 no ano anterior. A redução foi de 13% ou de 345 ocorrências em números absolutos.

Em contrapartida, os homicídios dolosos tiveram aumento de 1,4% no número de casos (650 para 659) e de 3,5% na quantidade de vítimas (de 685 para 709).

Com isso, as taxas dos últimos 12 meses (de janeiro a dezembro de 2020) ficaram em 5,55 ocorrências e 5,97 vítimas de morte intencional para cada grupo de 100 mil habitantes.

Outros indicadores

No ano de 2020 houve redução em todas as modalidades de furtos em comparação com 2019. Os furtos em geral caíram 27,4%, passando de 226.566 para 164.444 - 62.122 registros a menos.


Os furtos de veículo recuaram 27,6%, com um total de 27.035 boletins no ano passado, ante 37.331 em 2019. A quantidade é a menor da série histórica.


A tendência de queda se estendeu para os roubos em geral. Este indicador caiu 9,7%, com uma diferença de 13.621 ocorrências. O número passou de 141.134 para 127.513.

Os roubos de carga, por sua vez, diminuíram 21,6%, passando de 3.752 para 2.943 - 809 a menos.

Nos roubos de veículo o recuo foi de 34,2%, somando 13.965 boletins em 2020, contra 21.229 no ano anterior. A diferença foi de 7.264 casos e o número é o menor da série histórica.


No ano passado houve um caso a menos de extorsão mediante sequestro na Capital. Em 2019 foram registradas quatro ocorrências.

Diferentemente do que ocorreu com os roubos a banco. Neste caso, o indicador passou de 13 para 18.

Produtividade

O trabalho das polícias paulistas na Capital, em 2020, resultou em 29.693 prisões e na apreensão de 2.722 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 7.352 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo