Buscar
  • ADVOGADO CRIMINAL

A Cura do Coronavírus

Cura de coronavírus é como a de uma gripe em casos simples.

Os sinais mais brandos geralmente envolvem febre, tosse seca, dor de garganta e coriza. Analgésicos e antitérmicos podem ser utilizados para controlar a temperatura e aliviar incômodos no corpo.


É preciso tomar cuidado, entretanto, com a automedicação, principalmente diante de uma enfermidade nova. Converse com o médico antes de engolir qualquer comprimido, em especial ibuprofeno e anti-inflamatórios.


A pneumonia é uma complicação frequente do novo coronavírus, e exige a complementação do tratamento com antibióticos específicos. Não que essas drogas ataquem diretamente o Sars-Cov-2 — na verdade, elas eliminam bactérias oportunistas que se aproveitam do cenário para agravar o quadro respiratório.

Se o indivíduo é orientado a retornar para casa, deve ficar atento à possibilidade de piora tardia. Pois é: há relatos de pacientes que passam dias bem e, então, voltam a sofrer com a infecção.


“A doença parece ter duas fases. Em um primeiro momento, a pessoa sente febre, tosse e mal-estar e vai para casa. Por volta do oitavo ou nono dia [não há um período exato], pode sentir falta de ar e dificuldade para respirar. Aí, ela precisa ser reavaliada”, explica Tânia.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo